Assine o jornal do  site para receber notificações de alteração! Dúvidas ou  sujestões, entre em contato comigo! Tire dúvidas no  Fórum de Modelismo Alternativo! Assine meu livro  de visitas! Leia ou submeta  arquivos para o site! Aprenda a montar  modelos alternativos! Volte à página  inicial... Visite alguns  links interessantes! O mapa deste  site... Fotos de meus  modelos alternativos Como as coisas  eram feitas de verdade... Informações e  esquemas de aviões! Here you can view my English Language version of the site Acesse meu novo conteúdo de ferromodelismo
MODELISMO EM ESCALA COM MATERIAIS ALTERNATIVOS

Qual a ordem de montagem do modelo?


A ordem de montagem de um modelo alternativo dependerá de sua estrutura, porém, é possível sugerir uma ordem de montagem que atenda bem a qualquer modelo, estejamos trabalhando com papelão ou com lata...

A figura abaixo demonstra duas formas diferentes de entender a estrutura do modelo. Cada número corresponde a uma seção diferente, que deverá ser montada separadamente.

O esquema de cima corresponde à forma mais antiga por mim empregada para a montagem de modelos: A estrutura de sólidos primitivos. O esquema de baixo corresponde à técnica que eu vinha empregando recentemente: O método de lâminas. Atualmente eu considero que ambos os métodos de montagem da estrutura podem alcançar bons resultados, e portanto, a combinação destes é uma alternativa viável de montagem dos modelos. Conseqüentemente, uma ordem de montagem alternativa poderá ser planejada, com base em uma estrutura mista, respeitando-se é claro a lógica de ordenação aqui exemplificada.



No esquema de cima:

  1. seção da hélice - normalmente era confeccionada em madeira, hoje pode ser de lata. Esta parte do modelo deve ficar separada do restante, especialmente se for uma parte móvel do mesmo.
  2. seção da cabine e motor - representava normalmente um cilindro horizontal, envolvido por outras peças de papelão que compunham a forma geométrica final desta parte da fuselagem. Mesmo utilizando sólidos primitivos, era possível construir a cabine separadamente, entretanto.
  3. Seção longa da cauda - composta normalmente de um cone inclinado, envolvido por outras peças de papelão para compor a forma final desta parte da fuselagem. A separação desta porção do modelo se fazia necessária devido às diferentes inclinações dos primitivos principais do nariz e da cauda.
  4. Seção dos planos de cauda - Fazia-se necessário separar esta parte do avião, de modo a permitir o correto alinhamento do conjunto de planos traseiros com as asas do avião.
  5. Asas - Parece lógica a sua separação da fuselagem do avião, pois estendem-se em direção diferente da mesma, impossibilitando a construção de todo o conjunto em uma única peça.

No esquema de baixo:

  1. seção da hélice - a montagem da hélice emprega técnicas específicas, sendo necessário separa-la do restante do avião. Além disso, esta é uma parte móvel do avião.
  2. seção da fuselagem - o emprego da armação em cruz eliminou a necessidade de divisão da fuselagem em diversos primitivos sólidos. Assim, não foi mais necessário criar uma seção longa da cauda, em função da mudança de inclinação dos sólidos principais.
  3. seção dos planos de cauda - o motivo da separação é o mesmo de sempre. O alinhamento final do modelo.
  4. Asas - O motivo da separação das asas é o mesmo de sempre.
  5. cabine - É necessário separar a cabine do restante do avião devido à complexidade de sua montagem. Além disso, é necessário pintar os componentes da cabine antes da finalização do avião, já que será muito difícil pintar com segurança estes pequenos componentes, após fixados em sua posição final.

De uma forma geral, podemos empregar a seguinte ordem:

  1. Monte a fuselagem
  2. Monte as asas
  3. Prenda as asas na fuselagem
  4. Faça a cobertura das asas com papel
  5. Faça a cobertura da fuselagem com papel, excetuando os locais de apoio das asas e cabine
  6. Monte os planos de cauda
  7. Produza as peças da cabine, e pinte-as separadamente
  8. Monte a cabine e prenda-a na fuselagem
  9. "Envidrace" a cabine
  10. Faça a cobertura da fuselagem na área da cabine
  11. Realinhe as asas com a fuselagem e a cabine.
  12. Alinhe e prenda os planos de cauda na fuselagem. Neste momento você perceberá por que eles têm de ser construídos separadamente. O modelo nunca ficará totalmente alinhado, mas este alinhamento final poderá compensar visualmente alguma imperfeição.
  13. Monte os aviônicos, já em suas posições finais.
  14. Recorte as baias dos trens de pouso sob as asas ou fuselagem. Fazendo isto, agora, você garantirá que os compartimentos dos trens de pouso ficarão realmente em suas posições corretas. Reajustar a posição dos trens de pouso, caso a posição fique errada, será uma tarefa difícil. Devido a particularidades do trabalho com papelão, você provavelmente necessitará realizar tais ajustes de correção. Monte em seguida os trens de pouso e fixe-os em seu respectivos lugares.
  15. Monte as hélices.
  16. Remova as partes móveis do avião. Elimine as gretas, fendas e imperfeições usando uma lixa e massando o avião com massa corretiva. (o uso de massas corretivas é opcional).
  17. Confeccione os demais detalhes do avião, como entradas de ar salientes, metralhadoras, etc. Dê acabamento em cada uma, separadamente. Algumas destas peças deverão ser trabalhadas antes do passo 16, que corresponde à aplicação de massa. Você poderá decidir quais peças serão confeccionadas antes ou depois do passo 16 com base em seu tamanho e resistência. Se a peça for grande ou resistente o suficiente para ser lixada junto com o resto do modelo, você poderá construí-la antes. Do contrário, faça-a agora.
  18. Proteja com papel a vidraçaria do avião
  19. Impermeabilize a maquete e partes móveis com a base de pintura
  20. Retorne as partes móveis para avião
  21. Pinte o avião, usando máscaras ou qualquer método de sua preferência
  22. Envernize o avião
  23. Remova a proteção da vidraçaria
  24. Limpe os vidros, amacie as dobradiças (remoção de tinta de suas gretas) e curta sua maquete!

Conhecendo esta ordem lógica de montagem e a estrutura real de seu avião, ficará muito mais fácil criar seus esquemas estruturais de montagem de modelos em escala.

Como sugerido anteriormente, esta ordem de montagem não é a única possível, nem é definitiva, mas como referência para a produção de esquemas e planejamento do trabalho.

Voltar ao topo da página Versão para impressão Próxima página
Jornal  -  Contato  -  Fórum  -  Guestbook  -  Artigos  -  Tutoriais  -  Modelismo Alternativo
Links  -  Mapa do Site  -  FAQ  -  Galeria de Modelos  -  Detalhes de Aviões  -  Dados Sobre Aviões


Clique aqui para Ativar / Desativar o Glossário
cobertura  -  massas corretivas  -  máscaras