Assine o jornal do  site para receber notificações de alteração! Dúvidas ou  sujestões, entre em contato comigo! Tire dúvidas no  Fórum de Modelismo Alternativo! Assine meu livro  de visitas! Leia ou submeta  arquivos para o site! Aprenda a montar  modelos alternativos! Volte à página  inicial... Visite alguns  links interessantes! O mapa deste  site... Fotos de meus  modelos alternativos Como as coisas  eram feitas de verdade... Informações e  esquemas de aviões! Here you can view my English Language version of the site Acesse meu novo conteúdo de ferromodelismo
MODELISMO EM ESCALA COM MATERIAIS ALTERNATIVOS
Passo: 1 2 3 4 5 6 7

Método de Lâminas


Para a construção da estrutura, ou o que dá volume aos modelos, eu utilizo, atualmente, o método de lâminas perpendiculares, embora outros métodos possam também apresentar resultados satisfatórios

Este método é baseado em brinquedos muito simples, como bonecos e figuras laminares de plástico ou papelão, que possuem pés feitos de tiras perpendiculares para equilibrar o peso. O método foi, claro, adaptado para que após a cobertura da armação com papel ou papelão, as figuras ganhassem volume. Foi possível alcançar resultados impressionantes usando unicamente este método, e com um pouco de prática é possível obter sólidos irregulares de quase qualquer formato imaginável. Este método possui a grande vantagem de poder seguir fielmente a forma descrita nos esquemas estruturais de três posições.

O objetivo deste método é a construção de superfícies e volumes irregulares, através do conhecimento de suas siluetas e cortes transversais

O material necessário é o papelão grosso ou papelão fino, a cola instantânea, a cola branca e o papel

As ferramentas necessárias são o lapiz, a borracha, a régua, o esquadro, a tesoura e o estilete. Adicionalmente pode-se necessitar do paquímetro.


Voltar ao topo da página

O método passo a passo

Passo 1:


Tome seu esquema estrutural e transcreva as siluetas da peça a ser montada, em sua visão por cima e pelo lado. Faça isso sobre uma folha de papelão.

As técnicas de transcrição são explicadas no tutorial de moldes, podendo-se utilizar papel carbono ou marcação com alfinetes para transcrever siluetas de peças do esquema para o material trabalhado.


Figura 1: Duas lâminas preparadas para montagem. Este esquema demonstra as marcações transcritas para o material (pontilhado) e as lâminas já cortadas (contínuo), conforme será visto no final do passo 3.

Lembre-se de traçar uma linha que divida a peça no ponto em que as lâminas de papelão se cruzem, tanto na altura quanto na largura. (os eixos de nosso plano cartesiano)

As lâminas devem possuir tamanho cerca de 1mm menor que a silueta original, de cada lado, de forma a acomodar o acréscimo de expessura da peça, que ocorrerá com a cobertura.




Voltar ao topo da página

Passo 2:


Com a tesoura, recorte as lâminas de papelão, e meça a expessura do material com o paquímetro (caso seja papelão grosso)



Voltar ao topo da página

Passo 3:



Figura 2: O corte para encaixe das lâminas perpendiculares deve ter a mesma expessura do material usado nas lâminas.

Com uma régua, trace uma linha na metade do comprimento de cada lâmina, dividindo-as ao meio. Lembre-se de que as duas lâminas de papelão perpendiculares devem ter comprimentos iguais.

Transcreva a expessura do material para a linha central de cada peça. Uma peça deve ter esta expessura transcrita à esquerda da linha que marca a metade do comprimento, e a outra à direita desta...

Com um estilete faça fendas nas lâminas, sobre a área destacada com a expessura do material, de forma a permitir o encaixe de uma lâmina na outra

Ao final do terceiro passo você deverá obter algo semelhante à figura 1.



Voltar ao topo da página

Passo 4:


Uma vez estando as peças encaixadas, utilize um esquadro para alinhar perpendicularmente as lâminas. Sem soltar nem as lâminas, nem o esquadro, pingue um pontinho de cola instantânea em cada um dos 4 encontros da armação (técnica de pontear as juntas), nas proximidades do local em que o esquadro está apoiado. Repita esta operação em vários pontos da armação, quantas vezes você achar necessário. É importante, porém, não exagerar na cola, pois ela precisa secar rapidamente para que a armação fique fixa naquela posição


Figura 3: Usar esquadro para garantir os ângulos das lâminas. Todas elas devem formar um ângulo de 90 graus entre si. Isso evitará distorções na estrutura da peça.



Voltar ao topo da página

Passo 5:


Agora é hora de marcar na armação os pontos em que aparecem os cortes transversais no esquema

Você deverá transcrever cada corte transversal, dividindo-o em quantro partes, conforme a armação em cruz interceptar a seção transversal no esquema.


Figura 4: Lembre-se, é claro, de respeitar a expessura do material.


Voltar ao topo da página

Passo 6:

Recorte as lâminas da primeira seção transversal e fixe-as perpendicularmente à armação em cruz central

Após a primeira seção estar pronta, passe ao próximo ponto marcado e fixe uma nova seção, usando sempre o esquadro e cola instantânea


Preceba que cada lâmina está colada a pelo menos duas outras, garantindo assim que a perpendicularidade entre todas elas seja mantida.



Voltar ao topo da página

Passo 7:

Após a secagem completa da armação em cruz, reforce os pontos de cola aplicados, desta vez com cola branca. Esta poderá ser aplicada continuamente ao longo de todas as emendas. Deixe secar...


A armação deve ser então reservada, para que novas etapas da montagem possam ser realizadas, conforme plano sugerido anteriormente

Voltar ao topo da página Versão para impressão Próxima página
Jornal  -  Contato  -  Fórum  -  Guestbook  -  Artigos  -  Tutoriais  -  Modelismo Alternativo
Links  -  Mapa do Site  -  FAQ  -  Galeria de Modelos  -  Detalhes de Aviões  -  Dados Sobre Aviões


Clique aqui para Ativar / Desativar o Glossário
pontear  -  cobertura  -  esquemas estruturais